sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Maykon Robert revela ao “Fale Mulher” sua agenda, e como começou sua carreira de humorista

Por Nice Abreu: @falemulher


Maykon  Robert  fez uma participação especial na nova comédia que estreou nesta terça 18 de outubro no teatro Candido Mendes “Se Eu  Contar Ninguém Acredita”.  Nos bastidores do  camarim ele revela seus  trabalhos e sua agenda ao blog  “Fale Mulher”   Nos conta em detalhes como é fazer papeis tão diferentes na sua vida e como começou a carreira humorística .

 Fale Mulher: Como é participar desta comédia?

Maykon:  Bom ! Eu recebi o convite da Cristiane Sanctos  que  conheci   quando cheguei aqui no Rio de Janeiro.  Ela é uma grande amiga, uma companheira  que  me ajudou a  montar um personagem,  me ensinou  muitas coisas  dizendo “Não está bom  Maykon  vamos melhorar “  me incentivou  muito no começo da minha carreira. Nós ficamos muitos tempo sem contracenarmos juntos, nos víamos sempre  no mesmo lugar onde fazíamos trabalhos diferentes mas sem contracenar  e agora ela estreou essa peça e  me convidou para participar juntamente com outros do elenco,    pessoas que conheci no teatro Vannucci que são o André Lamare, Cristiane Sanctos, Rubens Sant’Ana, e Luciana Boeira  em que “Se eu contar ninguém acredita” que vai estar em cartaz toda terça e quarta  feira no teatro Candido Mendes sempre as 21 hs.
FM: Como é o seu personagem?
Maykon:  Este é um personagem  que  o Chyco Anysio gostou muito,  foi aprovado por ele e  que venho fazendo há três anos.  É um personagem que tem me dado muito prestigio  Não tem muito texto é feito  com o apoio da platéia. É  sobre  tudo o que a acontece no  dia a  dia,  é  meio improvisado mesmo. 
FM: Como é para você participar da peça de Chico Anysio?
Maykon : O Chico  foi meu padrinho. Trabalhar com ele não tem coisa melhor. Sou muito grato a ele.   Ele é  o  mestre do humor brasileiro ,  o maior comediante que o nosso pais tem.   Conversar, viajar com ele  é  sempre um aprendizado.  É  um grande prazer ser dirigido por ele e muito gratificante também.  Um dia ele me disse “Você tem talento meu filho vai em frente”  Chico é incrível, tanto ele como  seus  filhos Nizo Neto e Bruno Mazzeo   são pessoas maravilhosas,  foi a  melhor coisa que aconteceu na minha vida  neste período de três  anos.
FM:  Você  faz comédia e peças infantis, como é conciliar trabalhos tão diferentes?
Maykon: Eu trabalhei com o público infantil desde que cheguei no Rio e acho muito importante trabalhar com crianças porquê é um público com sentimentos verdadeiros. Como faço dois espetáculos infantis, no teatro Vannucci, saio de um vou para o outro,  no final do espetáculo as crianças  me abraçam tiram fotos. Tenho vários presentinhos que elas me deram. Isso é um carinho enorme que vale muito a pena.
Quanto a comédia  ela veio através do Chico mesmo. Trabalhei com a Terapia do riso, Surto, enfim, a galera do humor, mas  foi graças ao  Chico Anysio e aos Exculaxados que me descobri um comediante.

FM: Soube que você vai fazer um trabalho publicitário em Nova York?
Maykon:  Na verdade  eu vou para Nova York  concorrer ao centésimo lugar do homem mais bonito do mundo,depois vou para Vegas fazer um Editorial de moda. Estou muito feliz  por estar começando uma carreira internacional. Vou aproveitar para assistir os espetáculos culturais do exterior e trazer novos conhecimentos para minha vida e minha carreira.


“Se  eu Contar Ninguém acredita” é a nova comédia que estreou nesta terça dia 18 de outubro no teatro Candido Mendes em Ipanema.
Mesmo debaixo de chuva e de muito frio  a casa foi sucesso de público onde os aplausos foram o maior incentivo para estes atores  Cristiane Sanctos, André  Lamare, Rubens Sant’Ana, e Luciana Boera  com participação especial de  Maykon Robert  que revelaram   seus talentos  humorísticos  no palco.
O espetáculo segundo Cristiane Sanctos  diretora e atriz da peça ,fala de histórias diárias, mostrando um lado cômico e irreverente de muitas  situações  que as pessoas passam no cotidiano .
Cristiane fala que a peça é feita de situações do dia -a- dia que muita gente passa e que   “se contar ninguém acredita” . São histórias que acontece dentro de ônibus, do trem,  em festas, casamentos. Fala também da rivalidade feminina, os homens   falam da rivalidade feminina,  homenageiam os atores com situações exageradas, filmes exagerados,e etc...  “ O elenco se reúne  no camarim e cada um conta algumas situações vividas e assim levam  para peça com muito humor que se contar ninguém acredita fazendo o publico se identificar com  as situações  encenadas” diz a atriz.
A Diretora  ressalta  que  convida  amigos  que trabalham com humor para ajudá-los e destaca Maykon Robert como um humorista que tem grandes histórias, que “se contar ninguém vai acreditar”. O improviso para o palco é a grande arma que os atores levam até o publico fazendo todos rirem pelo menos uma hora e meia, tempo de duração da peça.

Um comentário:

  1. Maykon,parabens pelo sucesso! to mto feliz por ti,meu amigo!

    ResponderExcluir