quarta-feira, 14 de novembro de 2012

"Gonzaga de Pai para Filho"Biografia do Rei do Baião

"Gonzaga de Pai para filho"Mais uma biografia no cinema Brasileiro
Por Nice Abreu

"Gonzaga,de pai para filho" mais um  filme do diretor Breno Silveira  que apostou em mais um sucesso onde conta a biografia de famosos. Este retrata a vida de Luiz Gonzaga um nordestino da cidade de Exu-Pernambuco que decide mudar sua vida depois de ser ameaçado de morte  pelo pai de sua amada. Luiz Chega na cidade grande com  objetivos de esquecer a paixão que ficou no sertão.

 Depois de tantas voltas conhece Odaléia (Nanda Costa) a quem se apaixona assume o filho que recebe o nome de Gonzaguinha. Gonzaga enfrenta um  relacionamento  conflitante com a doença da mulher que vem a falecer e com isso deixa o filho aos cuidados dos outros.


O mais impressionante  foi a caracterização  do  ator gaúcho Julio Andrade na pele de Gonzaguinha


Com tantas turbulências Gozaguinha entra no mundo da musica e faz grande sucesso nos anos 70. Pai e Filho  se entendem e nos anos 80 fazem juntos uma grande turnê. Dois músicos com uma trajetória de desencontros atravessados por vertentes musicais. 
O filme é meio sem ritmo, um pouco cansativo com poucas emoções, mas é a história do Rei do Baião que já faz parte da Cultura Brasileira. 

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Malandragem na voz de um grande Sambista.



"Onde a coruja dorme" Documentário sobre Bezerra da Silva  que revela a história de suas composições
Por Nice Abreu

Foto - FILM : 204051
Estreou dia 2 de novembro em poucas salas o documentário "Onde a coruja dorme" dirigido por   e  .O filme revela a história do polêmico Bezerra da Silva mais conhecido por sua malandragem e  seus amigos  compositores, moradores dos morros cariocas e da Baixada Fluminense. Bezerra da Silva foi e sempre será uma figura extraordinária.

  •  "Onde a coruja dorme" não  informa nada sobre a vida deste sambista, onde nasceu, nem como e quando morreu.  Suas conquistas só ficaram na nossa imaginação, pois a fita mostra uma certa inocência, uma vivencia de cada um dos seus humildes amigos e companheiros, dos quais nascia as composições deste grande sambista chamado Bezerra.
  • É maravilhoso entrar  no universo musical de Bezerra e perceber como ela usa muito bem a linguagem das comunidades retratando as frases marcantes como "bicho-soltos", "bater a real" e uma  que foi a perfeição " o morro não tem voz". O filme  revela o que muitos moradores de uma comunidade desejam falar ,mas  que infelizmente não tem voz e Bezerra soube  retratar com sabedoria  em suas composições. 

  • A parte mais divertida do documentário "Onde a Coruja Dorme" fica em torno das canções  "Seqüestraram Minha Sogra", "Overdose de Cocada", "Quem Fala Mal de Mim Tem Despeito" e a clássica "Malandragem Dá Um Tempo"

domingo, 28 de outubro de 2012

Histórias das empregadas domésticas


Histórias das domésticas ganham vida no teatro do Rio

Por Nice Abreu

 Sob direção de  Bianca Byngton "Domésticas" está  em cartaz no teatro Sesi-Centro. A peça é uma conversa entre a classe das domésticas  que conta suas histórias para o publico abordando seus sonhos,os medos, as frustrações com o trabalho doméstico.  A obra foi criada a partir de depoimentos reais de empregadas domésticas que revela seus sentimentos e sua experiências. A  atriz Cacau Protásio, a Zezé de Avenida Brasil, interpreta  uma personagem diferente mostrando suas caras e bocas fazendo o público rir. 

O espetáculo conta também com os atores Daniela Fontan, Ana Paula Sant´Anna, Alexandre Lino, Hossen Minussi e texto de  de Renata Melo e José Rubens Siqueira


Serviço

Domésticas
Até 24 de novembro | Qui a Sáb, 19h30
Teatro SESI Centro - Avenida Graça Aranha, 1 - Centro
Ingressos: R$ 30,00

sábado, 20 de outubro de 2012

AVENIDA BRASIL PAROU O BRASIL COM SEUS MISTÉRIOS.

Joâo  Emanuel Carneiro  criou a família  Tufão  e fez do Divino o campeão de Avenida Brasil
POR NICE  ABREU



 "Avenida Brasil" chegou ao seu  final desvendando o mistério de quem matou o Max logo no comecinho da novela. este foi um dos ponto forte do autor que não ficou enrolando o telespectador até o final . O desencadear dos personagens seguiu uma trilha em que todos deixaram sua marca no folhetim. O Adalto (Juliano Cazarré)  merece o prêmio de melhor ator coadjuvante pela sua performance em se curar  de um trauma da infância que o perseguia. Somente ele podia defender  o titulo do  Divino que há tanto tempo  estava engasgado pelo erro de um  penalte.   Ficamos sem saber o que aconteceu com o Santiago,  o maior vilão psicopata da novela que desencadeou toda a historia da ficção.
  João Emanuel Carneiro revelou  que mesmo os  mais prejudicados são capazes de perdoar. Vou sentir saudades das maldades da Carminha( Adrinana Esteves) e das suas caras e bocas, característica da personagem de Adriana Esteves em que até no finalzinho ela mostra sua arrogância mesmo depois de dizer que perdoou a Nina, das risadas irônicas de Nilo, das brigas na família Tufão, na sabedoria de Suelen que soube conquistar o coração de dois gatos, do amor de Cadinho por suas três amadas, do desejo de justiça de Nina que mostrou que a paz é possível e perdoar faz bem ao coração de todos.  Nina (Débora Falabella) e com Jorginho (Cauã Reymond), formaram o casal feliz com o filhinho nos braços.
O Brasil todo parou para assistir  o ultimo capitulo de   "Avenida Brasil". João Emanuel Carneiro e todo o seu elenco juntamente com a produção e diretores (Ricardo Waddington, Amora Mautner e José Luiz Villamarin) .Agora é só esperar para seguir a nova história que ocupará o lugar  daquela que nos prendeu a atenção do começo ao fim. "Avenida Brasil"

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Paletó de Lamê comemora 100 apresentações

Apesar da chuva e muito frio no feriado do dia 12 o teatro Leblon ficou lotado com o musical Paletó de Lamê
Por Nice Abreu


Em comemoração das 100 apresentações do espetáculo Paletó de Lamê  – Os grande sucessos (dos outros) continua sendo um grande sucesso de publico. Com casa cheia  a interação da platéia com a dupla mostra que realmente é um verdadeiro  show cênico.   Os atores Erika Riba e Robson Camilo saõ acompanhados pela  banda  que  apresenta de uma forma bastante  divertida  obras de cantores e compositores classificados como bregas.

A cada  apresentação o espetáculo tem um convidado especial  para fazer parte do show ao lado de Erika Riba e Robson Camilo que interpretam muito bem o jeito brega de todas as musicas que falam de desilusões amorosas, desejos e afinidades. Já passaram pelo palco do Páletó de Lamê Evandro Mesquita, Leo Jaime, Tânia Alves, Eugênio Dale, Zéu Britto, Rodrigo Faour, Cláudia Ventura, Suely Mesquita, bloco Exalta Rei e Rodrigo Santos (baixista do grupo Barão Vermelho) Carol Pita  são alguns dos artistas que participaram do espetáculo, e deram “canjas” inesquecíveis ao lado dos protagonistas. “Paletó de Lamê” é um espetáculo para toda a família!


 Direção artística de Sérgio Módena e Gustavo Wabner 
 Direção musical  Gabriel Mesquita,

"Até que a sorte nos separe" nova comédia Nacional.

“Até que a Sorte nos Separe” filme de Roberto Santucci já levou em 10 dias mais de 1 milhão de espectadores às telas de cinema.
Por Nice Abreu
 Depois de ter rido muito com o filme "De pernas pro ar" sucesso  de bilheteria do diretor (Roberto Santucci) agora ele traz as telas outra comédia “Até que a sorte nos separe” um filme Inspirado em “Casais inteligentes enriquecem juntos” que relata totalmente o contrário do que o livro passa para seus leitores. O casal  vivido por Leandro Hassum (Tino) Danielle Winitz ( Jane) ganham na loteria, mas por não saber administrar bem o dinheiro acaba perdendo toda a furtuna. A história toma rumos diferenciados em torno de um grande humor entre os atores mostrando a realidade dos fatos narrados pelo tio milionário de que dinheiro não é tudo na vida 


 Com belíssimos cenários, figurinos, maquiagem,  e ótimas interpretações, a  trilha sonora passa a ser mais uma das melhores comédias nacionais do momento no cinema brasileiro. A interação dos artistas em cena após se sujeitar a falência é uma das formas mais cômicas dentro do filme.
Ailton Graça mostra seu lado homoristico se entragando ao papel gay
Amauri ( Kiko Marcarenhas) é um consultor financeiro que vive fazendo contas é o oposto de Tino tem sempre razão.
 Vale a pena assistir àqueles que gostam de dar  boas risadas.
 
ATÉ QUE A SORTE NOS SEPARE
DIRETOR
Roberto Santucci
PRODUÇÃO Brasil, 2012


 

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Belíssima versão brasileira do Musical "O Mágico de OZ"


 
Créditos: Divulgação / Leo Ladeira)

O espetáculo "Mágico de Oz" encanta com sua super produção no belo figurinho, cenários e grande elenco.
Por Nice Abreu

 "O Mágico de Oz"  lindo musical que agrada não somente as crianças, mas  deixa os adultos completamente extasiados com os encantos da sua  31º  montagem. Como bem disse Bárbara Heliodora "O Mágico de Oz" é um belo espetáculo de uma história infantil que, na realização, apresenta também atrativos para os adultos.
 O espetáculo conta a história de Dorothy, menina órfã do lugarejo Kansas,  mora com os tios em um pequeno sítio. A menina sente-se incompreendida por seus familiares e resolve fugir de casa levando  seu melhor amigo Totó, o cachorro de estimação. Na fuga ela é carregada por um tornado e  a garota começa sua aventura na terra encantada do Mundo de Oz.
Neste  reino de magia o maior desejo de Doroty é voltar para seu lar, mas precisa encontrar o Mágico de Oz  que realizará este  pedido. No caminho dos tijolos amarelos ela encontra  o Leão, o Homem de Lata e o Espantalho que  saõ cheios de problemas, como o medo, a falta de cerebro , e de coração. Nesta aventura tornam-se companheiros de viagem da órfã e seguem a procura do  favor do mágico
.Divulgação

 Desde sua estréia em maio o teatro João Caetano está sempre de casa cheia com este lindo espetáculo. A produção é dirigida pelos diretores Charles Möeller e Claudio Botelho avaliada em  R$ 9 milhões conta com 150 profissionais na montagem de 14 cenários e muitas peças que compõem o belíssimo  figurino, um musical que  não deixa a desejar a nenhuma outra montagem já vista. Um   elenco muito bem escolhido de uma interação invejável composto por 35 atores como Maria Clara Gueiros, Lucio Mauro Filho, Pierre Baitelli, Nicola Lama, Luiz Carlos Miéle e Malu Rodrigues  como a personagem principal Dorothy.
 Para quem admira um bom musical em "O Magico de Oz" tem-se  a imprensão de estarmos vivendo a história, pois os 14 cenários e os efeitos junto a projeção saõ radiantes.

Maria Clara Gueiros  é a  Bruxa Má do Oeste  Uma personagem que tenta roubar a cena com sua belíssima performance e  presença de palco com seu jeito sarcástico.
Möeller e Botelho atores  experientes com uma bagagem de muitos musicais como “Um violinista no telhado”, “Gypsy”, “A noviça rebelde” e “Hair”,  estão  melhores em o  “O Mágico de Oz"
Lucio Mauro Filho está maguinífico na sua estreia em musicais, vivendo o Covarde leão. Pierre Baitelli vive o  espantalho e Nicola Lama o Homem de Lata .Luiz Carlos Miele surpreende na pele do Mágico de Oz.  A estilista Fause Haten é criadora dos  famosos sapatinhos vermelhos, além do belo figurino. Até o cachorrinho de Doroty chamado Totó chama a atenção do público cativando as crianças na história dos tijolos amarelos.
Vale a pena assistir!!!!!!!



 
 
     

<!-->