sexta-feira, 1 de julho de 2011

Mulher submissa.


O que devemos fazer quando presenciamos uma mulher sendo espancada pelo marido completamente alcoolizado? Pergunto isso porquê foi depois de uma denuncia da irmã da dona de casa Nilda Araújo Pereira ,cansada de ver a irmã sendo agredida pelo marido entregou o cunhado. Diante desta denuncia o marido espancou ainda mais a esposa, mantendo ela e os  filhos como refém, e ainda tentou colocar fogo na casa, não conseguindo, pois, houve a intervenção do amigo policial, do pedreiro.

 A notícia está em todos os jornais e chama a atênção para que  fatos como este, tão evidentes, sejam tratados com mais  delicadeza, pois, quando achamos que estamos ajudando na verdade podemos atrapalhar. A mulher depois de uma denuncia deveria ter mais segurança e proteção da polícia  para que não aconteça algo pior. Na verdade quem bate uma vez com certeza vai repetir a dose.



A mulher ainda tem muito medo do companheiro violento,a maioria acredita que ele vai mudar e  não suporta a idéia de perde-los. Tem muitas mulheres sendo espancada e não fazem nada. Com isso, essas mulheres agredidas, acabam perdendo o amor próprio, levando sua alta estima as escuras. Elas não conseguem reagir a violência dentro de casa, talvez seja por medo  de não conseguir sustentar seus filhos, por submissão ao companheiro, assim, são agredidas cada dia mais. 

Muitas pessoas não conseguem entender o que leva uma mulher aceitar ser espancada e não fazer nada para melhorar a situação em que vive.Acredito que críticas negativas não vai ajudá-las e sim, o que podemos fazer é  insentiva-las a denunciar o agressor e o melhor seria se  afastar dele. Sei que parece difícil mas ouvi-las seria um conforto para quem está  tão fragilizado.  Vamos ajudar estas mulheres?

Nenhum comentário:

Postar um comentário